Como são usados ventiladores pulmonares nos casos de coronavírus

Como são usados ventiladores pulmonares nos casos de coronavírus. São equipamentos essenciais, pois oferecem suporte à respiração quando o corpo não é capaz de desempenhá-la sozinho. Com a pandemia de coronavírus, a demanda por esses aparelhos aumentou nos hospitais. Afinal, entre as possíveis complicações do COVID-19 está a insuficiência respiratória, principal causa de morte entre os acometidos pela doença.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo especial sobre esses equipamentos e como eles podem ajudar instituições de saúde neste cenário. Continue lendo para aprender mais sobre o assunto!

O que são os ventiladores pulmonares e qual é o seu papel na pandemia de coronavírus?

Como dissemos, esses equipamentos médicos auxiliam a realização do movimento respiratório quando o paciente está incapacitado de fazê-lo sozinho. Eles podem ser necessários em diversas situações — incluindo em complicações de alguns quadros clínicos, quando as funções respiratórias são afetadas.

No caso particular do coronavírus, ocorre uma inflamação nas vias aéreas e pulmões que pode provocar pneumonia. Diante disso, o sistema imunológico realiza uma resposta anti-inflamatória exacerbada, gerando ainda mais dificuldade na respiração.

O resultado desse quadro são os baixos níveis de oxigenação no sangue, uma infecção generalizada (sepse) e a grande taxa de mortalidade, principalmente de pessoas pertencentes aos grupos de risco.

Como a ventilação pulmonar artificial funciona?

A ventilação pulmonar artificial tem um funcionamento ágil, que traz boas possibilidades de suporte para pessoas em quadros de dificuldade para respirar. O processo se organiza de acordo com 4 fases do ciclo respiratório em ventilação mecânica. A seguir, explicaremos cada uma delas.

Inspiratória

Na fase inspiratória, o aparelho insufla ar no pulmão do paciente em níveis que são adequados ao seu caso. Para isso, o ventilador supera a resistência do organismo e as barreiras do sistema respiratório do indivíduo.

Ciclagem

A ciclagem é o momento de interrupção da insuflagem para o início da fase expiratória. Isso acontece com o alcance de um marco, que pode ser definido por tempo inspiratório, pressão, volume ou fluxo.

Expiratória

A fase expiratória é o esvaziamento dos pulmões. Sua duração dependerá das necessidades específicas do paciente.

Disparo

O disparo é o momento em que há o fechamento da válvula expiratória e a abertura do canal inspiratório. Ele pode ser estabelecido de acordo com fluxo, a alteração de pressão e o tempo.

Quais são as modalidades da ventilação pulmonar?

Esse procedimento conta com várias modalidades, que variam conforme as necessidades do paciente. Em algumas, há mais interação da pessoa; em outras, o dispositivo efetiva a maior parte dos processos. Veja mais sobre elas a seguir!

Ventilação com Volume Controlado (VCV)

Nessa modalidade é feita a fixação do volume, da frequência respiratória e do fluxo inspiratório. A frequência respiratória é preestabelecida e define quando ocorre o disparo. Já a ciclagem acontece a partir do alcance do volume que foi predefinido, e a pressão varia conforme a dinâmica ventilatória de cada paciente.

Ventilação com Pressão Controlada (PCV)

Aqui, a pressão é regulada em um limite durante a fase inspiratória, havendo a fixação da frequência de respiração e do tempo inspiratório. A ciclagem é regulada por um tempo, havendo um fluxo desacelerado e livre. A dinâmica ventilatória do paciente interage com esse processo.

Ventilação Mandatória Intermitente Sincronizada (SIMV)

Os ciclos mandatórios são predeterminados e acontecem de forma sincronizada com a inspiração do paciente. O tempo é predefinido, mas o processo acontece em sincronia com o disparo que a pessoa faz.

Ventilação com Pressão de Suporte (PSV)

Nessa modalidade o paciente faz o disparo, seja pela pressão, seja pelo fluxo. Na fase inspiratória, a pressão é mantida durante a fase de inspiração, e a ciclagem ocorre quando o fluxo inspiratório diminui. O volume que circula depende das condições e do esforço de inspiração da pessoa.

Pressão Contínua nas Vias Aéreas (CPAP)

Na CPAP, o paciente respira de forma espontânea, apenas recebendo ar pressurizado continuamente.

Quais são as consequências da falta de ventiladores pulmonares nos hospitais?

De fato, a pandemia de coronavírus está exigindo um grande volume de ventiladores pulmonares nos hospitais. Conforme explicamos, a doença afeta principalmente as vias respiratórias, e pode gerar infecção sistêmica no organismo. A falta de um número suficiente desses dispositivos em uma instituição de saúde, portanto, pode desencadear diversos falecimentos que poderiam ser evitados.

Além disso, a grande facilidade de contágio do COVID-19 deve gerar uma demanda ainda maior por respiração artificial. Com os crescentes índices de disseminação de coronavírus, os hospitais precisam estar preparados para fornecer o acolhimento adequado aos pacientes — o que envolve um investimento em estrutura e aprimoramento do arsenal de tecnologia em saúde.

Qual é a importância de adquirir ventiladores de qualidade para o hospital?

É muito importante adquirir equipamentos de qualidade para a instituição de saúde. Dispositivos de baixo desempenho podem demandar manutenções corretivas excessivas, implicando até custos maiores para o hospital. Além disso, eles podem falhar durante o uso, acarretando graves riscos para o paciente.

Aparelhos de boa qualidade são um verdadeiro investimento. Eles contribuem para melhores tratamentos e a promoção da saúde, como um todo, o que fortalece a confiança da comunidade no hospital e melhora a imagem da organização na sociedade. Promovem ainda uma velocidade maior do fluxo de trabalho e permitem o acolhimento da população em momentos de crise — justamente como o que estamos vivendo agora.

É por saber disso que a Medicalway oferece produtos e diferenciais capazes de contribuir positivamente para o cenário atual.

Comercializando aparelhos médicos e hospitalares, nós estamos há 18 anos no mercado, nos destacando pela nossa tradição e relacionamento forte com os clientes. Nossos produtos têm excelente qualidade e uma ótima relação custo-benefício, pois contamos com importantes fornecedores mundiais do segmento. Além disso, oferecemos manutenção nos dispositivos com alta qualidade e desempenho!

Como vimos, equipamentos como os ventiladores pulmonares são essenciais nessa pandemia de coronavírus. Afinal, a doença provoca inflamações no aparelho respiratório e no pulmão, demandando auxílio de aparelhos para respiração mecânica no suporte à vida. É fundamental tê-los numa quantidade adequada, para acolher os pacientes e fornecer toda a assistência necessária diante da pandemia.

Então, se você gostou das informações que trouxemos até aqui, aproveite para conferir a nossa página e conheça melhor os ventiladores Mindray!

Fique por dentro das nossas novidades!

    Veja também
    Quais são os tipos de bomba de infusão e quais suas características?

    Os equipamentos médico-hospitalares são desenvolvidos para trazer mais segurança ao paciente e garantir resultados melhores nos tratamentos. 

    Além disso, as tecnologias avançam também no sentido de trazer mais praticidade e precisão para o trabalho dos profissionais de saúde. Nesse cenário, temos os diferentes tipos de bomba de infusão hospitalar.

    Esses aparelhos são indispensáveis em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), ambulatórios, enfermarias, casas de repouso e até no uso doméstico. 

    Eles têm como objetivo fornecer medicamentos e nutrientes ao corpo do paciente em quantidade controlada, como drogas vasoativas, analgésicas, insulina, quimioterápicos, sedações contínuas, nutrição parental, entre outros fluidos.

    Conheça mais detalhes da bomba de infusão neste conteúdo e os nossos modelos disponíveis!

    Qual é a importância da bomba de infusão hospitalar?

    A bomba de infusão hospitalar é de suma importância na administração controlada e precisa de fluidos, medicamentos e nutrientes para pacientes em ambientes hospitalares

    Conheça outros motivos que a tornam indispensável nas UTIs:

    • Precisão na administração: as bombas de infusão permitem a administração controlada de líquidos e medicamentos, garantindo doses precisas ao longo do tempo. Isso é vital para garantir a eficácia do tratamento e evitar a administração de doses excessivas ou insuficientes.
    • Segurança do paciente: através das DERS (Dose Error Reduction System) é possível proporcionar a redução do risco de erros humanos na administração de medicamentos, minimizando a possibilidade de overdoses ou subdoses. já que a DERS é uma funcionalidade presente dentro da Biblioteca de Drogas das bombas de infusão, na qual é possível limitar a dose máxima e mínima de cada droga.
    • Administração contínua: muitos tratamentos médicos requerem a administração contínua de medicamentos ou fluidos ao longo do tempo. As bombas de infusão são projetadas para garantir uma entrega constante, o que é essencial em terapias crônicas ou prolongadas.
    • Variedade de aplicações: essas bombas são versáteis e podem ser usadas para administrar uma variedade de substâncias, desde medicamentos até nutrientes, sangue e outros fluidos, atendendo às diferentes necessidades dos pacientes.
    • Controle em casos críticos: em situações críticas, como unidades de terapia intensiva (UTIs), onde a precisão na administração de medicamentos é crucial, as bombas de infusão desempenham um papel fundamental no suporte à vida.
    • Redução do desperdício: a administração controlada e precisa de medicamentos ajuda a evitar o desperdício, assegurando que apenas a quantidade necessária seja administrada, o que é especialmente importante considerando o custo de muitos medicamentos.
    • Conectividade: integração de dados da bomba com o sistema da instituição, tudo para prevenir um possível erro humano.

    Uso de tecnologias na terapia intravenosa 

    As tecnologias avançaram e com elas vieram melhorias, praticidade e precisão, tudo para proporcionar um trabalho seguro aos profissionais de saúde. 

    Com este avanço, as bombas de infusão de alta tecnologia da Mindray não ficaram de fora e a nova geração destes equipamentos agregam tecnologia em favor da infusão segura através dos seus modelos de bomba de infusão, como: Bomba de Infusão Volumétrica, Bomba de Seringa, Bomba de Seringa Alvo Controlada (TCI) ou PCA (analgesia controlada pelo paciente).

    As bombas de última geração estão vindo com a tela sensível ao toque totalmente capacitivas, além de terem conectividade com outros equipamentos da Mindray. A utilização deste tipo de tela, capacitiva, permite aos usuários interagir diretamente com uma interface digital por meio do toque suave na superfície da tela. 

    Em vez de depender de dispositivos de entrada tradicionais, como teclados, mouses, botões em geral, os usuários podem controlar e manipular o conteúdo exibido na tela tocando-a com as pontas dos dedos. 

    Aliás, um ponto fundamental da tela capacitiva das bombas é que depende do toque e não do calor da pele. Assim, a tela é muito mais rápida e responsiva na hora de utilizar as bombas da Mindray com luvas. O profissional agradece.

    Quais são os tipos de bomba de infusão hospitalar existentes no mercado?

    Existem diversos tipos de bombas de infusão hospitalar disponíveis no mercado, cada uma projetada para atender a necessidades específicas. Aqui estão alguns dos principais tipos:

    Bomba de infusão volumétrica

    Este tipo de bomba é projetado para administrar fluidos em uma taxa específica ao longo do tempo, garantindo uma entrega precisa de volumes predeterminados. São comumente utilizadas para infusões de soluções salinas, medicamentos e nutrientes.

    Bomba de infusão de seringa

    Em vez de usar um recipiente de fluido, a bomba de infusão de seringa utiliza uma seringa para administrar medicamentos ou soluções de forma controlada. Esse tipo de bomba é frequentemente utilizado em situações em que a administração de pequenos volumes com precisão é crucial.

    Bomba de infusão de seringa Alvo Controlada

    Esta bomba é dotada de modelos farmacocinéticos para o Propofol, Remifentanil, Sulfentanil e Alfentanil. 

    Estes modelos propiciam uma anestesia controlada de hipnóticos e opióides concomitantemente. A conclusão mais importante, no entanto, refere-se à economia à medida que os fármacos utilizados nessas bombas não ficarão restritos apenas a uma empresa farmacêutica, a exemplo do que ocorreu com o Propofol. 

    Hoje já se dispõe de equipamentos para utilização de Propofol e Opioides, em IAC, que aceitam qualquer apresentação farmacêutica com a vantagem da possibilidade de alteração da concentração do fármaco na seringa, de acordo com a diluição desejada. 

    A indução, a manutenção e o despertar do paciente é muito mais seguro para o médico e para o próprio paciente.

    Bomba de infusão PCA (Analgesia Controlada pelo Paciente)

    Projetada para o controle da dor, a bomba PCA permite que os pacientes administrem doses autônomas de analgésicos mediante prescrição médica. Isso proporciona maior controle sobre o alívio da dor, especialmente após procedimentos cirúrgicos.

    Quais medicamentos são utilizados na bomba de infusão hospitalar?

    A bomba de infusão hospitalar pode ser utilizada para administrar uma variedade de medicamentos, dependendo das necessidades específicas do paciente e do tratamento prescrito.

    Alguns exemplos comuns de medicamentos administrados por meio dessas bombas incluem:

    • Analgésicos
    • Antibióticos
    • Quimioterapia
    • Nutrientes e eletrólitos
    • Insulina
    • Agentes vasoativos
    • Antiarrítmicos

    Esses são apenas alguns exemplos, e a lista de medicamentos administrados por bombas de infusão pode variar amplamente, dependendo das necessidades do paciente e do plano de tratamento estabelecido pelos profissionais de saúde. 

    A administração controlada desses medicamentos é fundamental para garantir a eficácia do tratamento e a segurança do paciente.

    Quais modelos de bomba de infusão a Medicalway disponibiliza?

    A Medicalway é referência em equipamentos médicos hospitalares, pois trabalha com as melhores marcas e tecnologias, e oferece um suporte pós-venda diferenciado.

    Em nosso portfólio, você encontra dois modelos de bomba de infusão:

    BeneFusion SP3 

    (Bomba de Infusão/Seringa – Mindray): o BeneFusion série 3 apresenta um conceito fácil de usar, que simplifica o fluxo de trabalho de infusão e satisfaz diversas necessidades clínicas, além de contribuir para práticas clínicas sem preocupações.

    BeneFusion SP5

    (Bomba de Infusão/Seringa – Mindray): design intuitivo, tela 3.5″ colorida que fornece multi-informações em uma página, sistema de gestão de oclusão inteligente, função de arranque rápido para medicação eficaz na hora e até seis modos de infusão.

    O papel da Interoperabilidade versus bombas de infusão Mindray

    A interoperabilidade refere-se à capacidade dos sistemas de tecnologia da informação em saúde se comunicarem com os equipamentos conectáveis, trocando entre eles as informações de maneira segura e eficiente. 

    Nesse sentido, não se trata apenas da troca de dados, mas sim na garantia da integridade durante todo o processo, com o intuito de promover um intercâmbio de informações seguras e eficientes dos dados dos pacientes. 

    Pensando neste novo mundo tecnológico, a Mindray propiciou que as suas interfaces permitissem o processo de implantação rápida e que gerenciam o mapeamento de dados, tornando-os acessíveis de forma padronizada e segura.  

    Ou seja, as bombas de infusão da Mindray permitem a integração de dados com os sistemas dos Hospitais, para que todo o balanço hídrico infundido no paciente seja transmitido automaticamente para o prontuário eletrônico deste, graças ao intercâmbio entre a bomba e o sistema do hospital. 

    Com isto, a taxa de erro de informação de dados cai a zero, visto que não depende de alguém anotar estes dados. O bom disto tudo é que torna todo o processo rastreável e o relatório 100% confiável. 

    Outro ponto fundamental utilizado nas bombas da Mindray quando conectadas ao sistema do hospital ou a uma central de monitoramento é que além do relatório do balanço hídrico o processo em si sobe para outro patamar, pois com a conectividade é possível ir muito além, como: monitorar a infusão de qualquer lugar, gerenciar alarmes de todos os níveis, controlar equipamentos e realizar manutenções preventivas e atualizar o software das bombas, tanto intra como extra hospitalar. 

    É possível, ainda, ver a confiabilidade de todo o processo de infusão quando as bombas da Mindray estão interligadas com centrais de monitoramento e com o sistema da instituição.

    Outra possível integração das bombas da Mindray é a conectividade entre vários equipamentos de sua marca, como: monitores e ventiladores. Para esta integração utiliza-se uma Central de Monitoramento híbrida, onde é possível visualizar todos os equipamentos e dados do paciente em uma única tela.

    Por que escolher a Medicalway?

    A Mindray é uma empresa global especializada no desenvolvimento, na fabricação e na comercialização de equipamentos médicos. Fundada em 1991 na China, temos nos destacado como uma das principais fornecedoras de soluções de diagnóstico por imagem, monitoramento de pacientes e equipamentos médicos em geral.

    Atendemos a padrões internacionais de qualidade e a regulamentações para garantir a segurança e eficácia dos nossos produtos. Além disso, a Mindray investe em pesquisa e desenvolvimento para inovar continuamente e atender às crescentes demandas e expectativas do setor de saúde.

    Além disso, somos uma das maiores representantes dos produtos Mindray, trabalhamos com os melhores fornecedores mundiais.

    Fale conosco

    Quer conhecer melhor nossos produtos? É só entrar em contato com a nossa equipe para receber todos os esclarecimentos!

    Gostou deste material? Então leia outros artigos em nosso blog:

    LEIA MAIS
    Como realizar o aluguel de equipamentos hospitalares em Curitiba? Confira

    O aluguel de equipamentos hospitalares tem sido uma opção bastante utilizada para quem busca inovação a um baixo custo. Afinal, essa alternativa dispensa gastos adicionais com a manutenção dos aparelhos e possibilita a testagem das opções disponíveis.

    Contudo, para usufruir dos benefícios dessa escolha, é preciso levar em consideração uma série de fatores, como avaliação de outros clientes, suporte oferecido e muito mais.

    Se você procura aluguel de equipamentos hospitalares em Curitiba, a Medicalway trabalha com as melhores marcas do mercado, como Mindray e Fluke, e é reconhecida na ala médica por sua excelência em atendimento e suporte

    Conheça nossos equipamentos a seguir.

    Por que alugar equipamentos hospitalares em vez de comprar?

    Conforme mencionado, o aluguel de equipamentos hospitalares pode ser, em alguns casos, mais vantajoso do que a compra. Confira a seguir as razões que explicam isso:

    Manutenção dos aparelhos sem custos adicionais

    É natural que um equipamento hospitalar precise de reparos para garantir a agilidade e a eficiência necessária, mas os gastos envolvidos nisso já estão inclusos na mensalidade do aluguel.

    Além disso, o aluguel elimina os gastos com manutenção preventiva e corretiva, proporcionando uma previsibilidade financeira que é fundamental para o planejamento a longo prazo.

    Testagem de equipamentos com melhor qualidade

    É possível que uma aquisição de aparelho seja frustrante e o hospital precise trocá-lo, o que ocorre facilmente ao alugar equipamentos, sem o prejuízo financeiro.

    Vantagens econômicas para instituições de saúde

    O custo inicial para a aquisição de equipamentos hospitalares pode ser significativamente alto, impactando o orçamento das instituições de saúde. Ao optar pelo aluguel, essas instituições podem distribuir os custos ao longo do tempo, facilitando o gerenciamento financeiro.

    Acessibilidade para pequenos hospitais e clínicas

    Pequenos hospitais e clínicas muitas vezes enfrentam limitações orçamentárias que dificultam a compra de equipamentos de última geração. O aluguel oferece a essas instituições acesso a tecnologias avançadas sem comprometer seus recursos financeiros.

    Resposta rápida a demandas sazonais

    Em situações de demanda sazonal, como durante surtos de doenças ou eventos inesperados, o aluguel de equipamentos hospitalares permite uma resposta rápida e eficaz. As instituições podem ajustar sua capacidade conforme necessário, sem ficarem vinculadas a investimentos de longo prazo.

    Para qual tipo de clínica o aluguel de equipamentos hospitalares é indicado?

    O aluguel de equipamentos hospitalares é especialmente indicado para clínicas de pequeno e médio porte, hospitais com orçamento restrito e instituições que buscam flexibilidade para adaptar seu parque tecnológico conforme as demandas do mercado.

    O que considerar ao alugar equipamentos hospitalares?

    Você já entendeu os motivos que tornam o aluguel de equipamentos hospitalares benéfico em muitos casos. Ainda assim, é importante considerar alguns aspectos para evitar frustrações. Acompanhe os principais a seguir!

    Avaliação dos outros clientes

    Avalie o que outros clientes que alugaram equipamentos na empresa acharam da experiência. Assim, analise as redes sociais, os depoimentos disponíveis no site e entre em contato por telefone. 

    Suporte oferecido

    Muitas empresas oferecem suporte e treinamento na mensalidade do aluguel. Priorize as que fazem isso para reduzir os custos e a possibilidade de insatisfação. Assim, você eleva o custo-benefício dessa experiência.

    Equipamentos hospitalares disponibilizados

    Outro ponto essencial para considerar ao alugar equipamentos hospitalares é analisar a qualidade deles. Afinal, existem diversas versões disponíveis. Cada uma pode atender a diferentes necessidades. 

    Reputação da empresa

    A reputação de uma empresa é um fator extremamente importante ao considerar o aluguel de equipamentos hospitalares. A Medicalway se destaca no mercado não apenas por oferecer uma extensa gama de equipamentos de alta qualidade, mas também por sua sólida reputação construída ao longo de anos de dedicação e compromisso. 

    Reconhecida por sua ética empresarial e seu comprometimento com a satisfação do cliente, a Medicalway se estabeleceu como uma parceira confiável para instituições de saúde em Curitiba e região. 

    Ao escolher a Medicalway, as instituições de saúde não apenas acessam equipamentos high tech, mas também se associam a uma empresa com um histórico sólido de confiabilidade e comprometimento com a excelência.

    Assim, ao efetuar essa análise, priorize aqueles dispositivos que usam tecnologia de ponta e se adéquam às necessidades dos pacientes. Isso agrega valor à sua instituição e pode atrair mais público. Além disso, essa escolha ajuda na redução de custos, já que o dinheiro investido no aluguel terá um maior retorno.

    Medicalway, a melhor opção de aluguel de equipamentos hospitalares em Curitiba e região

    A Medicalway destaca-se como a melhor opção para o aluguel de equipamentos hospitalares em Curitiba e região, oferecendo uma variedade de benefícios aos seus clientes.

    Compromisso com a qualidade

    Sempre atenta às tendências do mercado, a Medicalway se destaca pela qualidade dos serviços prestados aos hospitais e clínicas médicas, proporcionando acesso a equipamentos de alta tecnologia, fabricados por importantes fornecedores mundiais desse segmento.

    O objetivo, que hoje já é realidade, é disponibilizar as melhores tecnologias, preços, financiamentos e condições acessíveis ao mercado, além de acompanhamento pós-venda e suporte técnico qualificado e ágil.

    Experiência e confiabilidade 

    Com anos de experiência no setor, a empresa construiu uma reputação sólida e confiável, sendo reconhecida pela excelência no atendimento ao cliente.

    Catálogo de produtos

    A empresa disponibiliza um amplo catálogo de equipamentos hospitalares de última geração, atendendo às variadas necessidades das instituições de saúde.

    Confira nossas opções disponíveis no tópico abaixo.

    Opções de equipamentos disponíveis para aluguel em Curitiba

    Para atender às diversas necessidades das instituições de saúde em Curitiba, a Medicalway oferece uma variedade de opções em equipamentos hospitalares para aluguel.

    Linhas de ultrassom

    A empresa disponibiliza tecnologias avançadas para diagnósticos precisos.Confira nossa linha de aparelhos para ultrassom da Mindray.

    Bombas de infusão

    A Medicalway dispõe de bombas de infusão Mindray, sinônimo de qualidade e eficiência nos diagnósticos. 

    Equipamentos para terapia intensiva 

    Ventiladores, monitores multiparamétricos e outros equipamentos essenciais para unidades de terapia intensiva.

    Mesa cirúrgica

    A Medicalway oferece mesas de alta qualidade para procedimentos cirúrgicos.

    Confira todos os nossos equipamentos hospitalares disponíveis:

    Adquira os mais avançados equipamentos hospitalares na Medicalway

    Se sua instituição de saúde busca os benefícios do aluguel de equipamentos hospitalares em Curitiba, entre em contato com a Medicalway

    Nossa equipe especializada está pronta para fornecer informações detalhadas sobre nossos serviços e ajudar você a encontrar as soluções ideais para as suas necessidades. 

    Opte pelo aluguel e garanta o acesso a tecnologias de ponta sem comprometer seu orçamento.

    Gostou deste material? Então leia outros artigos em nosso blog:

    LEIA MAIS
    O que é e quais os benefícios do cardioversor? Confira!

    Apenas em 2021, 230 mil pessoas no Brasil morreram por doenças cardíacas, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). É por razões como essas que os médicos devem ficar alertas e contar com aparelhos como o cardioversor.

    Ele é responsável por regular batimentos cardíacos, como quando o órgão pulsa de forma acelerada. Para isso, é importante saber como manusear o cardioversor adequadamente, em quais situações seu uso é indicado, quais diferenças entre ele e o desfibrilador etc.

    Então, quer ficar por dentro dessa e de outras informações sobre o cardioversor? Continue conosco e saiba mais!

    O que é cardioversor?

    O cardioversor é um aparelho médico que aplica choque elétrico sincronizadamente sobre o coração para restaurar impulsos elétricos. Em outras palavras, ele é responsável por melhorar a oxigenação sanguínea do coração e regular os batimentos cardíacos.

    Diante disso, o cardioversor é especialmente útil em casos urgentes e emergentes, como em indivíduos com arritmia. Além disso, o cardioversor também é indicado para monitorar cirurgias e tratamentos clínicos relacionados a problemas cardíacos.

    Como o cardioversor funciona?

    O funcionamento do cardioversor ocorre pela liberação de estímulos elétricos no coração. Desse modo, é possível regular as batidas do coração. O cardioversor também consegue realizar todas as funções do desfibrilador, mas é ainda mais completo, por aplicar choques elétricos síncronos.

    O modo de funcionamento do cardioversor varia conforme os tipos disponíveis. Por exemplo, o manual precisa de um profissional qualificado para identificação do ritmo das batidas e aplicar os choques elétricos.

    Outro tipo é o semiautomático, que reconhece o ritmo das batidas automaticamente. Assim, a intervenção de um operador só é necessária para aplicar os choques. Existe também o cardioversor externo, que conta com eletrodos adesivos. E ainda, os internos, que conecta os eletrodos pelo sistema venoso.

    Quais são os benefícios de um cardioversor?

    Ter um cardioversor no ambiente médico oferece inúmeros benefícios. Entre eles, a capacidade de ter uma melhor preparação em situações emergenciais. Afinal, o aparelho é útil para regular os batimentos cardíacos do indivíduo, já que doenças cardiovasculares são tão frequentes.

    Assim, ter um cardioversor é também uma estratégia para se prevenir de problemas, especialmente em UTI e CTI. Dessa forma, além de atuar em situações de urgência e emergência, o aparelho colabora para monitorar cirurgias e tratamentos clínicos.

    Quem pode manusear o cardioversor?

    Conforme mencionado, a operação do cardioversor varia conforme o tipo de aparelho adotado. Isto é, a versão para o uso externo é mais intuitiva e pode ser operada por um profissionais mais leigo. E ainda, o cardioversor semiautomático.

    Este precisa de um operador apenas para administrar o choque elétrico. Enquanto isso, o cardioversor manual, que exerce essas duas funções. De todo modo, é preciso que o profissional encarregado tenha qualificação na área da saúde, preferencialmente um médico.

    Então, conseguiu entender do que se trata o cardioversor e como ele pode ser útil para a sua clínica médica? Como visto, investir nesse aparelho permite uma melhor preparação para situações emergenciais, previsão de problemas e muito mais.

    O que achou do conteúdo trazido sobre o cardioversor? Compartilhe um comentário conosco com suas possíveis dúvidas e opinião sobre ele!

    LEIA MAIS
    1 2 3 28
    Gostou? Compartilhe este artigo!
    Conecte-se com a Medicalway
    Fique por dentro das nossas novidades!

      Filiais
      Rio Grande do Sul
      (51) 3209-0813
       
      Santa Catarina
      (47) 99187-8805
      © 2022 Medicalway Equipamentos Médicos LTDA. Todos os diretos reservados | CNPJ: 02.949.582/0001-82
      Desenvolvido por Fresh Lab - Agência  de Marketing Digital
      crossarrow-right-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram