Prontuário Eletrônico do Paciente: 10 benefícios do PEP para o hospital

Prontuário Eletrônico do Paciente: 10 benefícios do PEP para o hospital. O avanço da tecnologia trouxe para o mercado, independentemente da área de atuação, diversas ferramentas capazes de automatizar e agilizar os dados, processos, rotinas, além de reduzir custos e demais benefícios que podem fazer toda a diferença. No caso da saúde, o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), está inserido nessa modernização e progresso.

Trata-se de um formato de prontuário que veio para gerar assertividade no preenchimento correto das informações relacionadas ao atendimento clínico e à segurança dos profissionais e pacientes.

Quer entender melhor o que é o Prontuário Eletrônico do Paciente e suas principais vantagens? Então, continue a sua leitura!

O que é o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP)?

O Prontuário Eletrônico do Paciente, conhecido como PEP, é um modelo de prontuário em que os profissionais da saúde conseguem inserir informações relevantes sobre o paciente, como anamnese, exames, diagnósticos, medicamentos, tratamentos, entre outros, de um determinado paciente, de maneira padronizada.

Sendo assim, ele consegue armazenar todo o histórico médico de um indivíduo ao longo dos atendimentos realizados, o que auxilia de forma correta e precisa nas decisões que serão tomadas em relação aos procedimentos que serão administrados para solucionar um problema.

A regulamentação do uso do PEP aconteceu no Brasil em 2002, quando o Conselho Federal de Medicina estabeleceu as suas normas gerais por meio da Resolução 1.638. No ano de 2007, o CFM aprovou a utilização de sistemas informatizados para o arquivamento de dados de prontuário por intermédio da Resolução 1.821.

Quais são os benefícios do PEP?

O PEP pode gerar uma série de benefícios para as unidades de saúde (clínicas, consultórios, hospitais e demais), bem como para os profissionais da saúde e pacientes. Veja alguns deles a seguir!

1. Acessibilidade

Pelo fato de todos os dados serem arquivados de forma digital, o PEP disponibiliza uma mobilidade interessante, já que com apenas acesso à internet, é possível acessar todas as informações de qualquer lugar e em qualquer horário, permitindo interações dinâmicas e atendimento a pacientes em clínicas diferentes, sem ter que ficar carregando vários documentos.

2. Segurança

Outra vantagem é a segurança dos dados, principalmente quando falamos em sua inserção e transmissão. Antes do PEP, as prescrições eram realizadas por letras ilegíveis, de difícil compreensão, além das possibilidades de rasuras. Tudo isso é eliminado com a digitalização.

Pelo fato de grande parte desses prontuários eletrônicos serem acessados por meio de um software médico com armazenamento em nuvem, os dados ficam protegidos em casos de furtos, acidentes, eventos da natureza e demais, sem afetar a integridade dos registros.

3. Confidencialidade

Em relação à confidencialidade, o Prontuário Eletrônico do Paciente também produz uma boa resposta, tendo em vista que somente os usuários autorizados conseguem ter acesso aos documentos. Além disso, ocorre um monitoramento e registro de todas alterações feitas, o que combate de forma eficiente quaisquer possibilidades de adulterações ou fraudes.

4. Aumento da produtividade

O PEP viabiliza um fácil acesso por intermédio de mecanismos de pesquisa e filtros que podem levar a dados específicos, como exames, consultas, medicamentos ou tratamentos.

Tudo isso leva à melhoria do atendimento, tendo em vista que os colaboradores conseguem encontrar informações detalhadas a respeito do paciente em um único local, economizando tempo com essa função que vai influenciar diretamente na sua produtividade.

5. Redução dos custos

O PEP possibilita desde a minimização de desperdício de medicamentos que seriam prescritos sem necessidades até a diminuição do uso de materiais de escritório, como pastas, impressões, tintas, papéis etc. Ademais, há a redução da área física usada para o armazenamento de documentos, que poderá ser utilizada para outras finalidades, ou pagamento com empresas terceirizadas para guardar os arquivos.

6. Economia de tempo

Quando um registro é feito no sistema eletrônico, ao invés dos profissionais da saúde perder muito tempo preenchendo papéis, os dados podem ser inseridos em tempo real, o que economia tempo no trabalho do médico e, também, do administrativo.

É possível também realizar pedidos de imagens, vincular trabalhos para outros setores de maneira instantânea, montar prescrições e enviá-las diretamente para a farmácia, bem como outras práticas que levam a um serviço muito mais prático e eficaz.

7. Eliminação de erros

O dia a dia das clínicas, consultórios, hospitais e demais estabelecimentos de saúde é muito corrido, o que leva ao risco do acometimento de erros que podem causar sérios danos, desde o atraso do atendimento até o comprometimento da saúde e tratamento dos pacientes. Pelo fato do PEP ser digital, esses riscos são afastados, eliminando problemas provocados por essas falhas, além de facilitar a consulta de dados nos momentos de fundas.

8. Integração das informações

Os estabelecimentos médicos que ainda usam os prontuários tradicionais não podem contar com a centralização e integração que o PEP proporciona, onde todos os dados sigilosos são reunidos em um único local, proporcionando um acesso rápido, seguro e preciso, o que garante um atendimento de qualidade.

9. Personalização

Outro benefício é que o PEP pode ser personalizado conforme a área da saúde a que se destina ou às informações mais comuns e relevantes no dia a dica de certo médico ou consultório.

Além disso, a ferramenta pode ser adaptada considerando as necessidades e demandas do local. Dessa forma, as funções básicas podem ser customizadas para atender da melhor forma e garantir um serviço de qualidade.

10. Aprimoramento na experiência do cliente

Devido a todos os benefícios proporcionados pelo PEP, é possível proporcionar um atendimento mais ágil e que permite com que seja possível dar uma maior atenção às necessidades dos pacientes.

Isso acontece por vários motivos, como os já apresentados, além da maioria dos prontuários eletrônicos possibilitarem com que vários modelos sejam salvos, não sendo necessários preencher praticamente os mesmos campos todos os dias.

Tudo isso leva à aproximação entre os profissionais da saúde e pacientes, o que gera um relacionamento pautado em confiança, onde o médico consegue realizar o seu trabalho de forma mais segura, com foco no melhor tratamento às pessoas, o que leva à um nível maior de satisfação e fidelização.

Agora que você entende melhor o que é o Prontuário Eletrônico do Paciente e todos os benefícios que ele pode proporcionar, não há dúvidas da importância do seu uso no hospital e, assim, promover melhorias na gestão e nos serviços realizados.

Gostou deste artigo? Então, aproveite sua visita no blog para ler fique por dentro das melhores ferramentas de gestão hospitalar e saiba mais sobre o tema!

Veja também
3 vantagens do aluguel de equipamento para UTI

O aluguel de equipamentos para UTI pode ser mais benéfico que a aquisição dos aparelhos. Assim, você consegue se adaptar às demandas da instituição, reduz custos, agiliza processos e muito mais. É fundamental levar isso em consideração porque a UTI é um setor que lida com questões críticas dos pacientes.

Logo, é preciso garantir o melhor atendimento possível. Então, o aluguel de equipamentos para UTI precisa se adaptar à complexidade que a Unidade de Terapia Intensiva exige. Muitas vezes, garantir isso tende a custar mais caro, o que pode ser minimizado com o aluguel dos aparelhos.

Então, quer entender como funciona o aluguel de equipamentos para UTI? Continue a leitura e saiba mais sobre essa e outras questões!

Quais equipamentos não podem faltar em uma UTI?

Primeiro, saiba que alguns equipamentos são indispensáveis em uma UTI. É o caso de:

  • ventilador pulmonar: possibilita a respiração artificial para pacientes que sofrem de insuficiência respiratória;
  • oxímetro de pulso: mensura a quantidade de oxigênio presente na corrente sanguínea, além de identificar o teor do oxigênio;
  • eletrocardiógrafo; voltado para o controle da atividade elétrica do coração e verifica se existe alguma irregularidade no órgão;
  • desfibrilador: funciona ao emitir choques em um indivíduo, na intenção de normalizar o ritmo cardíaco do paciente;
  • monitor multiparamétrico: mensura os sinais vitais do paciente, como ritmo dos batimentos cardíacos, queda de saturação do oxigênio, inconstâncias na pressão arterial etc.

Quais são as vantagens do aluguel de equipamentos para UTI?

Como visto, existem diversos equipamentos médicos indispensáveis para UTI. Assim, o aluguel desses aparelhos, em vez da compra, pode ser uma alternativa mais benéfica. Confira pelo menos 3 vantagens que mostram isso!

1. Manutenção sem custos adicionais

O aluguel contempla a manutenção dos equipamentos sem custos adicionais. Afinal, os custos envolvidos nesse processo já costumam ser incluídos na mensalidade. 

2. Redução de custos

Consequentemente, o aluguel de equipamentos para UTI também contribui para a redução de custos. Isso porque os custos da manutenção ficam sob responsabilidade da empresa contratada para o aluguel.

3. Testagem de diferentes equipamentos

Outra razão que explica a economia proporcionada é a possibilidade de testar diferentes equipamentos sem a necessidade de adquiri-los. Desse modo, a sua instituição descobre quais são os mais qualificados, conforme as características de cada hospital.

Por que optar pelo aluguel de equipamentos para UTI na Medicalway?

Você já entendeu que o aluguel de equipamentos para UTI é um processo benéfico. Ainda assim, para que essa escolha seja acertada, é preciso analisar cautelosamente a empresa escolhida.

Nesse sentido, a Medicalway se diferencia por disponibilizar diversos aparelhos necessários para Unidade de Terapia Intensiva. Além disso, ela tem como vantagens:

  • parcelas fixas; 
  • renovação do equipamento;
  • linha de crédito intacta;
  • não imobiliza os equipamentos;
  • passível de dedução no Imposto de Renda.

Conseguiu entender como funciona o aluguel de equipamentos para UTI? Além dessas informações, mostramos quais os aparelhos indispensáveis nesse setor, as vantagens do aluguel e como a Medicalway se destaca nesse serviço. Ao ter essas informações em mãos, você toma decisões mais precisas para alcançar segurança e eficiência no tratamento dos pacientes.

Após conhecer os benefícios da Medicalway no aluguel de equipamentos hospitalares, entre em contato conosco. Saiba mais sobre os valores e como funciona nosso serviço de locação!

LEIA MAIS
O que é uma cirurgia minimamente invasiva?

Cirurgia minimamente invasiva é aquela em que as incisões são mínimas (daí seu nome), entre 03 a 10 mm aproximadamente. Como exemplo bastante expressivo, citamos a cirurgia para remover um apêndice inflamado. Se antes o corte era de 07 a 10 centímetros e o paciente permanecia no hospital por alguns dias, atualmente, o órgão é retirado por meio pequenas de incisões — em geral menores do que 02 centímetros — no abdômen, e grande parte dos pacientes vai para casa no mesmo dia do procedimento, ou fica no hospital por um ou dois dias apenas.

Outras características desse tipo de procedimento são causar menos danos à pele, propiciar uma recuperação mais rápida e, assim, voltar à rotina mais cedo. Agora que você já sabe o que é uma cirurgia minimamente invasiva e algumas das suas vantagens, conhecerá seus outros benefícios e a importância de contar com um arco cirúrgico. Confira!

Quais são os benefícios de uma cirurgia minimamente invasiva?

Retomaremos as vantagens citadas anteriormente e apresentaremos outras como:

  • menores lesões na pele, que resultarão em menores cicatrizes;
  • retorno mais rápido às atividades diárias, como o trabalho;
  • menor sensação de dor no pós-operatório;  
  • menor tempo de hospitalização;
  • recuperação muito mais rápida;
  • entre outros benefícios;
  • menos danos à pele;
  • cortes ínfimos.

Qual a importância do arco cirúrgico para esse tipo de cirurgia?

Na cirurgia minimamente invasiva, a visibilidade precisa ser a melhor possível visando garantir que os cirurgiões visualizem tudo o que acontece no interior do corpo do paciente. É nesse momento que o arco cirúrgico é importante. 

Da mesma forma que o Raio-X, o arco permite uma radiografia estática, usado principalmente para gerar imagens fluoroscópias intraoperatórias, garantindo tomadas dinâmicas altamente resolutivas, em tempo real e em até milhares de tons cinzentos que geram imagens digitais, que permitem ao cirurgião monitorar o andamento da cirurgia e operarem, imediatamente, os procedimentos urgentes.

O nome arco cirúrgico é devido ao fato dos arcos serem montados sobre tubos de Raio-X, rodas, painel de comando, intensificador de imagens etc., e tudo isso unido formando um arco. Esses equipamentos são usados, em geral, em vários tipos de cirurgias como: urológicas, ortopédicas, gastroenterológicas, cardiovasculares (como na implantação de marca-passo), entre muitas outras.

O arco cirúrgico possui um painel de comandos funções importantes para a adequação a procedimentos cirúrgicos variados, como:

  • escopia: técnica que permite visualizar estruturas em movimento e em tempo real;
  • radiografia digital: usada para alcançar imagens com melhor qualidade;
  • subtração óssea: subtrai as estruturas com alto índice de densidade;
  • road map: usado como uma roda que punciona fios e cateteres;
  • gerenciamento de espaço dinâmico;
  • escopia pulsada;
  • entre outras.

Nosso pensamento visionário permitiu que a Medicalway se tornasse especialista em Arcos Cirúrgicos mundialmente falando, além de nosso comprometimento com a missão de trazer novos padrões de tecnologia.

Liderando em inovação, somos os primeiros a apresentar Subtração Digital Angiográfica (DSA), detector digital flat panel, interface de usuário touchscreen, bem como a introduzir um arco cirúrgico 3D e a lançar um detector digital com tecnologia CMOS nesse tipo de equipamento. Por tudo isso, conte com a Medicalway na aquisição de arcos cirúrgicos! Possuímos vários modelos. Um deles atenderá às suas necessidades como cirurgião!

O texto mostrou o grande avanço para a medicina trazido pela cirurgia minimamente invasiva, seus benefícios tanto para o paciente quanto para o cirurgião, além de apontar as vantagens da utilização do arco cirúrgico. Esperamos que seja útil em sua rotina hospitalar.

Entre em contato e informe-se sobre nossos modelos de arcos cirúrgicos e respectivos orçamentos!

LEIA MAIS
Entenda a importância do contraste em exames e quando é usado

Você sabe a importância do contraste em exames? O contraste em exames é um nome popular utilizado para nomear as substâncias ofertadas aos pacientes e que são responsáveis por melhorar a qualidade das imagens utilizadas para diagnósticos médicos. Assim, elas podem se tornar mais precisas e com uma maior capacidade de interpretação.

Afinal, a eficácia de um tratamento pode ser aumentada se ele for iniciado precocemente, o que é possível a partir de diagnósticos precisos, capazes de detectar até as mais sutis alterações. Nesse sentido, o contraste em exames pode ser injetado ou ingerido, e posteriormente, costuma ser eliminado pela urina.

Quer entender mais sobre o contraste de exames, como sua importância, tipos e contraindicações? Continue conosco e fique por dentro do assunto!

O que é o contraste em exames?

Como você pôde perceber, o contraste em exames consiste na introdução de substâncias químicas no corpo do paciente para que seja possível realizar testes radiológicos por contraste, como tomografia, ressonância magnética e radiografia.

Isso porque as substâncias introduzidas enfatizam tecidos e demais estruturas de diferentes composições no corpo para que as imagens reproduzidas sejam vistas com maior nitidez, como as estruturas internas e os vasos sanguíneos. A maior parte desses exames foca na região abdominal e pode evidenciar os sistemas urinário, reprodutor e digestivo.

Qual a importância de realizar contraste em exames?

Conforme mencionado, a maior assertividade e segurança na realização do diagnóstico contribui para tratamentos de problemas de saúde mais eficazes e até realizados de forma precoce. Assim, com o auxílio do contraste em exames, os médicos conseguem distinguir os diferentes tecidos para uma avaliação mais eficaz.

Isso é válido para exames específicos, que devem ser indicados pelo médico radiologista a partir de uma suspeita clínica e do acompanhamento conjunto com o histórico do paciente. Nesse sentido, os exames mais comuns de serem realizados com o auxílio do contraste são:

  • tomografia computadorizada: utilizada para detectar lesões nos órgãos, como pulmão, cérebro, vesícula, pâncreas, fígado, parede abdominal ou ossos;
  • ressonância magnética: indicado para detectar lesões na coluna vertebral ou no cérebro, além de investigar regiões como os vasos sanguíneos, ligamentos e articulações;
  • urografia: investiga as funcionalidades dos rins e toda a anatomia do aparelho urinário de forma geral, sendo especialmente útil para identificar estruturas de difícil visualização;
  • cintilografia: detecta alterações no coração, cérebro, pulmão, ossos e na tireoide;
  • estudo radiológico do trato intestinal: como o próprio nome sugere, investiga o trato gastrointestinal, possibilitando uma melhor visualização;
  • angiografia: visualiza o interior dos vasos sanguíneos e investiga aneurismas ou arteriosclerose;
  • colangiografia: investiga as vias biliares.

Quais são os principais riscos do exame de contraste?

Da mesma maneira que o exame é relevante para a realização de diagnósticos mais precisos, além de serem cada vez mais seguros e do médico avaliar quem pode ou não fazer, existem riscos e contraindicações que precisam ser conhecidas pela comunidade médica e até pelos próprios pacientes. Então, acompanhe a seguir.

Reação alérgica aguda

É possível que o paciente apresente uma reação alérgica às substâncias utilizadas no exame e tenha sintomas como queda de pressão, urticária, inchaço da pele, edema de glote, batimentos cardíacos acelerados etc. Nesse caso, é preciso que o médico do hospital realize o tratamento de forma imediata para que não haja riscos à saúde.

Porém, é fácil evitar esse tipo de situação ao questionar previamente o paciente sobre possíveis tipos de alergia existentes. Também é comum que os médicos indiquem antialérgicos para consumo antes da realização do exame.

Reações do sistema nervoso

As reações do sistema nervoso, também chamadas popularmente de vasos vagais ou reações vasomotoras, não têm relação direta com o exame de contraste, mas podem surgir pelo excesso de ansiedade ou até mesmo pela dor ocasionada durante a administração da substância.

Assim, as reações mais comuns do organismo com esse tipo de alteração no sistema nervoso costumam ser batimentos cardíacos acelerados, queda da pressão arterial, palidez ou suor frio, desmaio, confusão mental etc.

Efeitos tóxicos da substância

Dependendo da dosagem, concentração do meio de contraste, forma de uso e velocidade da infusão, a substância pode apresentar reações tóxicas ao organismo, o que causa problemas diretamente na corrente sanguínea, como inflamação na região em que o contraste foi aplicado ou a queda de pressão.

Além do mais, os efeitos tóxicos da substância também podem ser sentidos em outras localidades do corpo, como:

  • coração: arritmias, parada cardíaca, aumento da pressão arterial;
  • pele: vermelhidão, dor no local de aplicação, inchaço ou formação de caroços;
  • cérebro: tontura, dor de cabeça, confusão mental ou convulsão;
  • intestino e estômago: diarreia, vômitos e náuseas;
  • pulmões: crise de asma, falta de ar ou broncoespasmos;
  • rins: insuficiência renal ou redução da formação de urina.

Quais são as contraindicações do exame de contraste?

Como foi possível perceber, é preciso ter cuidados ao realizar o exame de contraste, principalmente redobrando a atenção quanto aos efeitos adversos e as contraindicações.:

  • mães em amamentação: para evitar que substâncias nocivas sejam transmitidas ao bebê pelo leite materno, é preciso que a amamentação seja interrompida por pelo menos 48 horas antes do exame;
  • asmáticos e alérgicos: esse grupo precisa de uma avaliação mais específica antes da realização do exame, sendo possível também administrar antialérgicos para conter reações;
  • pacientes com insuficiência renal: rins não saudáveis podem ser prejudicados e ter a disfunção acentuada durante a realização do exame, o que exige a solicitação do exame de creatinina;
  • qualquer outra situação recomendada pelo médico.

Quais são os tipos de contraste utilizados no exame?

O contraste pode ser diferenciado basicamente pela presença ou ausência do iodo, como o sulfato de bário, iodo e gadolínio, que são os mais comuns. A administração da substância pode ser oral, intravenosa ou endocavitária.

Conseguir entender mais sobre o contraste em exame? Saiba também que antes da sua realização é preciso fazer um jejum de pelo menos seis horas, independentemente de qual seja a área do corpo examinada. Além disso, o médico pode fazer outras observações e recomendações específicas, de acordo com as condições do paciente e o tipo de exame.

Que tal continuar aprendendo sobre o assunto? Descubra como implementar um equipamento de ressonância magnética no hospital!

LEIA MAIS
1 2 3 16
Gostou? Compartilhe este artigo!
Fale Conosco
(41) 3253-0500
(41) 3313-1665
(41) 3253-0500
sac@medicalway.com.br
ROD CURITIBA PONTA GROSSA
BR 277, 3931 - Orleans
Curitiba/PR - CEP: 82.305-100
Conecte-se com a Medicalway
Fique por dentro das nossas novidades!

    Filiais
    Rio Grande do Sul
    (51) 3209-0813
     
    Santa Catarina
    (47) 99187-8805
    © 2022 Medicalway Equipamentos Médicos LTDA. Todos os diretos reservados | CNPJ: 02.949.582/0001-82
    Desenvolvido por Fresh Lab - Agência  de Marketing Digital
    crossarrow-right-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram