O que podemos esperar do mercado de equipamentos médicos?

Acompanhar os recentes avanços no mercado de equipamentos médicos é muito importante para conseguir mais eficiência operacional e qualidade no seu hospital. Há uma série de inovações que podem melhorar o fluxo de processos na instituição hospitalar e promover melhorias na assistência oferecida aos pacientes.

Neste conteúdo especial, vamos mostrar as principais tendências no setor, para que a sua clínica não fique para trás. Para isso, vamos falar do estado atual do mercado de equipamentos médicos e também apresentar quais são as possibilidades para os próximos anos.

Ficou interessado? Continue acompanhando e saiba mais sobre o assunto!

Como está o mercado de equipamentos médicos?

Vamos apresentar o panorama atual do mercado de equipamentos médicos. Veja mais a seguir!

Crescimento da oferta de equipamentos médicos

O envelhecimento da população traz novas necessidades para a área da saúde, exigindo a amplificação do arsenal de recursos para lidar com patologias e questões associadas à maturidade da população. Além disso, diversas tecnologias vêm sendo incorporadas nos segmentos da saúde, gerando pesquisas com elevado potencial de proporcionar um melhor atendimento para a população mundial.

Os equipamentos médicos têm um papel decisivo nesses processos, sendo fundamentais para auxiliar os profissionais da saúde na manutenção da vida e preservação da integridade dos pacientes.

Novas tecnologias

As tecnologias avançam continuamente e novas possibilidades surgem a cada dia. No mercado de equipamentos médicos, podemos notar que há tendências promissoras.

A telemedicina, por exemplo, já é uma realidade. Ela é a realização de práticas médicas a distância, seja a emissão de laudos ou acesso a resultados de exames, por exemplo. Ela permite ampliar o acesso à medicina, viabilizando que pessoas de regiões mais remotas possam ter acesso a especialistas e recursos que se concentram em capitais ou grandes centros de referência em saúde.

Outro recurso que vem ganhando espaço na área de equipamentos é a inteligência artificial, que são os dispositivos capazes de realizar algumas das funções cognitivas humanas, como mensurar, tomar decisões e resolver problemas. Para isso, os aparelhos se baseiam em redes neurais artificiais que proporcionam o aprendizado das máquinas (conhecido como machine learning).

A robótica também já é utilizada na área de aparelhos para medicina, sendo importante para a realização de procedimentos cirúrgicos. Ela permite melhorar a precisão do cirurgião e viabiliza a realização de procedimentos menos invasivos.

Mudanças na gestão

As novas tecnologias no mercado de equipamentos médicos geram impactos sobre a gestão hospitalar. Elas exigem um aumento da eficiência no controle de manutenções, demandando o estabelecimento de cronogramas que envolvam todos os equipamentos e gerando a necessidade de priorização de uma abordagem preventiva nesse quesito.

A tecnologia insere um maior dinamismo para a gestão hospitalar, facilitando processos e promovendo novas possibilidades, como a supervisão de atendimento a distância. Ela permite ampliar o acesso a um corpo de profissionais mais qualificado para confirmação de diagnóstico, esclarecimento de dúvidas e fornecimento de um tratamento mais efetivo.

Ou seja, ela incrementa o hospital com um maior arsenal de saberes. Em termos de gestão, os dispositivos médicos geram a necessidade de administração das interações com médicos de fora, por exemplo.

Os equipamentos médicos baseados em cloud computing também oferecem mais segurança e integridade para o manejo de informação, evitando a perda de dados, invasões no sistema e quebras de sigilo médico.

O que é possível esperar para os próximos anos?

É possível esperar várias modificações para o mercado de equipamentos biomédicos para os próximos anos. Veja mais a seguir!

Expansão do mercado

Segundo pesquisa da Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde, divulgada pelo portal Saúde Business, em 2018 o mercado de dispositivos médicos movimentou R$ 10,5 bilhões no Brasil. Com os avanços em pesquisas, a oferta de equipamentos hospitalares se amplia e a rede de hospitais pode contar com um parque tecnológico diversificado e que proporciona mais precisão e eficácia em diagnósticos e tratamentos.

Dados da mesma pesquisa apontam que em 2018 a alta da área de dispositivos médicos foi de 13,5%. Com a modernização e atualização constante da medicina, é essencial que os hospitais busquem incrementar seu parque tecnológico para oferecer tratamentos mais eficazes e para acompanhar as inovações que surgem nesse contexto.

Tendências em equipamentos

Uma importante tendência em equipamentos é a de integração de uma ampla variedade de dispositivos, o que é conhecido como Internet das Coisas. Ela amplia a rede de comunicação para o intercâmbio de informações e facilita a coleta de dados.

Isso ajuda a rotina de pacientes e também proporciona um arsenal de registros que contribuem para o monitoramento, análise e para as reflexões dos médicos. Em telemedicina, a Internet das Coisas possibilita conectar os equipamentos analógicos às plataformas, para facilitar o envio de informações sem necessitar de uploads manuais.

Melhoria da qualidade de vida do paciente

Os equipamentos médicos proporcionam melhora da qualidade de vida dos pacientes. A tecnologia permite ao médico fazer mais procedimentos com agilidade e precisão, além de possibilitar que o profissional tenha mais recursos disponíveis para oferecer um bom tratamento. Com isso, o médico tem mais tempo para se dedicar a um atendimento humanizado e a realizar uma avaliação profunda da pessoa que está sendo cuidada.

Além disso, o mercado conta com dispositivos que podem promover mais bem-estar para o paciente. Um exemplo é o biossensor transdérmico para diabéticos. Ele coleta dados sobre os níveis de glicose no sangue e evita que o paciente tenha que utilizar agulhas diariamente nessa aferição.

As pesquisas avançam e os equipamentos são aprimorados para proporcionar tratamentos menos invasivos e que minimizem a dor e o desconforto. Há também dispositivos inteligentes que possibilitam fazer uma análise mais eficaz dos processos para que o tratamento seja conduzido de forma a proporcionar uma recuperação mais rápida.

O mercado de equipamentos médicos está em constante atualização. Com o lançamento de novas tecnologias, a tendência é otimizar processos e promover uma maior humanização do cuidado. Os desafios da gestão hospitalar podem ser facilitados com o apoio de recursos modernos e projetados para terem melhor performance e eficiência operacional.

Há uma série de possibilidades para incrementar o hospital e construir um parque tecnológico que ofereça o que há de melhor para a vida do paciente. Se você gostou de aprender mais sobre o mercado de equipamentos médicos, aproveite e entre em contato com a Medicalway e conheça nossos produtos e serviços!

Veja também
O que é e quais os benefícios do cardioversor? Confira!

Apenas em 2021, 230 mil pessoas no Brasil morreram por doenças cardíacas, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). É por razões como essas que os médicos devem ficar alertas e contar com aparelhos como o cardioversor.

Ele é responsável por regular batimentos cardíacos, como quando o órgão pulsa de forma acelerada. Para isso, é importante saber como manusear o cardioversor adequadamente, em quais situações seu uso é indicado, quais diferenças entre ele e o desfibrilador etc.

Então, quer ficar por dentro dessa e de outras informações sobre o cardioversor? Continue conosco e saiba mais!

O que é cardioversor?

O cardioversor é um aparelho médico que aplica choque elétrico sincronizadamente sobre o coração para restaurar impulsos elétricos. Em outras palavras, ele é responsável por melhorar a oxigenação sanguínea do coração e regular os batimentos cardíacos. 

Diante disso, o cardioversor é especialmente útil em casos urgentes e emergentes, como em indivíduos com arritmia. Além disso, o cardioversor também é indicado para monitorar cirurgias e tratamentos clínicos relacionados a problemas cardíacos.

Como o cardioversor funciona?

O funcionamento do cardioversor ocorre pela liberação de estímulos elétricos no coração. Desse modo, é possível regular as batidas do coração. O cardioversor também consegue realizar todas as funções do desfibrilador, mas é ainda mais completo, por aplicar choques elétricos síncronos. 

O modo de funcionamento do cardioversor varia conforme os tipos disponíveis. Por exemplo, o manual precisa de um profissional qualificado para identificação do ritmo das batidas e aplicar os choques elétricos.

Outro tipo é o semiautomático, que reconhece o ritmo das batidas automaticamente. Assim, a intervenção de um operador só é necessária para aplicar os choques. Existe também o cardioversor externo, que conta com eletrodos adesivos. E ainda, os internos, que conecta os eletrodos pelo sistema venoso.

Quais são os benefícios de um cardioversor?

Ter um cardioversor no ambiente médico oferece inúmeros benefícios. Entre eles, a capacidade de ter uma melhor preparação em situações emergenciais. Afinal, o aparelho é útil para regular os batimentos cardíacos do indivíduo, já que doenças cardiovasculares são tão frequentes.

Assim, ter um cardioversor é também uma estratégia para se prevenir de problemas, especialmente em UTI e CTI. Dessa forma, além de atuar em situações de urgência e emergência, o aparelho colabora para monitorar cirurgias e tratamentos clínicos.

Quem pode manusear o cardioversor?

Conforme mencionado, a operação do cardioversor varia conforme o tipo de aparelho adotado. Isto é, a versão para o uso externo é mais intuitiva e pode ser operada por um profissionais mais leigo. E ainda, o cardioversor semiautomático.

Este precisa de um operador apenas para administrar o choque elétrico. Enquanto isso, o cardioversor manual, que exerce essas duas funções. De todo modo, é preciso que o profissional encarregado tenha qualificação na área da saúde, preferencialmente um médico.

Então, conseguiu entender do que se trata o cardioversor e como ele pode ser útil para a sua clínica médica? Como visto, investir nesse aparelho permite uma melhor preparação para situações emergenciais, previsão de problemas e muito mais.

O que achou do conteúdo trazido sobre o cardioversor? Compartilhe um comentário conosco com suas possíveis dúvidas e opinião sobre ele!

 

 

LEIA MAIS
Como o sistema de videolaparoscopia é realizado?

No mundo atual, cada vez mais vemos toda a ciência evoluindo junto com a tecnologia. A medicina não é diferente. Com isso, cada vez mais surgem opções no mercado para facilitar os procedimentos e diminuir os riscos dos pacientes, uma dessas soluções é a videolaparoscopia.

Apesar do nome grande e aparentemente complicado à primeira vista, o sistema de videolaparoscopia vem para facilitar a vida dos médicos, técnica essa que pode ajudar tanto para fazer diagnósticos quanto para cirurgias.

Agora, você quer saber o que é a videolaparoscopia, quais as suas vantagens e como ela é feita na prática? Fique por aqui, que vamos mostrar para você neste artigo. Siga a leitura!

O que é videolaparoscopia?

Podemos dizer que a videolaparoscopia, também chamada apenas de laparoscopia, é uma cirurgia pouco invasiva, utilizada com o objetivo de diagnosticar doenças já suspeitas pelo médico ou para executar o que o tratamento precisa, como retirada de um órgão ou parte dele.

Normalmente, o sistema de videolaparoscopia é utilizado nas doenças na região abdominal ou pélvica e é considerado um dos maiores avanços da medicina do último século quando o assunto é tecnologia.

Como é feita na prática?

Antes de abordarmos sobre como é feita a videolaparoscopia, é fundamental lembrar da necessidade de fazer os exames pré-operatórios e uma avaliação dos riscos cirúrgicos, por mais que seja uma prática pouco invasiva.

Ao entender o estado das pessoas e como está o corpo com esses exames, é possível avaliar, por exemplo, quando é recomendável esvaziar completamente o intestino com o uso de laxantes no pré-operatório.

A operação é administrada no ambiente hospitalar, por conta de toda a estrutura necessária. Todo o procedimento é feito sob anestesia geral. São realizados pequenos cortes e/ou incisões, sendo mais comum fazer dois a três na altura da virilha e uma na região umbilical.

Na sequência, um tubo com uma microcâmera é introduzido até o local exato, o que permite ao médico ter uma visão detalhada e profunda. As imagens de alta definição podem ser ampliadas ou reduzidas a fim de realizar esse diagnóstico com exatidão ou até fazer uma cirurgia minuciosa.

Quais são as vantagens do sistema de videolaparoscopia?

Para o setor médico, a maior vantagem de utilizar a videolaparoscopia é o acesso ao órgão vital por meio de uma abertura bem pequena, de aproximadamente um centímetro.

Como se trata de um procedimento por meio do qual um tubo plástico entra no corpo humano com uma microcâmera, a visualização facilita os diagnósticos e a realização das cirurgias de maneira incrivelmente mais prática.

Para o paciente, a maior vantagem que podemos citar é o menor tempo de hospitalização necessária no pós-operatório. Afinal, por ser minimamente invasiva, o corpo sente menos e consequentemente se recupera mais rapidamente.

Vale ressaltar que é também possível voltar, em pouco tempo, às atividades profissionais e pessoais. Com o sistema de videolaparoscopia, a chance de ter algum tipo de infecção e dor intensa é muito menor.

E, claro, não podemos deixar de citar que todos se preocupam com sua forma física. Em termos de estética, esse tipo de procedimento é bem aceito, já que são cortes pequenos que deixam cicatrizes minúsculas, muitas vezes imperceptíveis.

Portanto, o sistema de videolaparoscopia é um procedimento com vantagens para a equipe médica, devido à sua alta visualização e à possibilidade de proporcionar diagnósticos mais precisos, além de ser uma perfeita alternativa para o paciente, que terá uma recuperação rápida e com pouco desconforto no pós-operatório.

Gostou de entender melhor sobre o que é e como funciona a videolaparoscopia? Curta a página do nosso Facebook para ficar atualizado sobre esse e outros temas!

LEIA MAIS
3 vantagens do aluguel de equipamento para UTI

O aluguel de equipamentos para UTI pode ser mais benéfico que a aquisição dos aparelhos. Assim, você consegue se adaptar às demandas da instituição, reduz custos, agiliza processos e muito mais. É fundamental levar isso em consideração porque a UTI é um setor que lida com questões críticas dos pacientes.

Logo, é preciso garantir o melhor atendimento possível. Então, o aluguel de equipamentos para UTI precisa se adaptar à complexidade que a Unidade de Terapia Intensiva exige. Muitas vezes, garantir isso tende a custar mais caro, o que pode ser minimizado com o aluguel dos aparelhos.

Então, quer entender como funciona o aluguel de equipamentos para UTI? Continue a leitura e saiba mais sobre essa e outras questões!

Quais equipamentos não podem faltar em uma UTI?

Primeiro, saiba que alguns equipamentos são indispensáveis em uma UTI. É o caso de:

  • ventilador pulmonar: possibilita a respiração artificial para pacientes que sofrem de insuficiência respiratória;
  • oxímetro de pulso: mensura a quantidade de oxigênio presente na corrente sanguínea, além de identificar o teor do oxigênio;
  • eletrocardiógrafo; voltado para o controle da atividade elétrica do coração e verifica se existe alguma irregularidade no órgão;
  • desfibrilador: funciona ao emitir choques em um indivíduo, na intenção de normalizar o ritmo cardíaco do paciente;
  • monitor multiparamétrico: mensura os sinais vitais do paciente, como ritmo dos batimentos cardíacos, queda de saturação do oxigênio, inconstâncias na pressão arterial etc.

Quais são as vantagens do aluguel de equipamentos para UTI?

Como visto, existem diversos equipamentos médicos indispensáveis para UTI. Assim, o aluguel desses aparelhos, em vez da compra, pode ser uma alternativa mais benéfica. Confira pelo menos 3 vantagens que mostram isso!

1. Manutenção sem custos adicionais

O aluguel contempla a manutenção dos equipamentos sem custos adicionais. Afinal, os custos envolvidos nesse processo já costumam ser incluídos na mensalidade. 

2. Redução de custos

Consequentemente, o aluguel de equipamentos para UTI também contribui para a redução de custos. Isso porque os custos da manutenção ficam sob responsabilidade da empresa contratada para o aluguel.

3. Testagem de diferentes equipamentos

Outra razão que explica a economia proporcionada é a possibilidade de testar diferentes equipamentos sem a necessidade de adquiri-los. Desse modo, a sua instituição descobre quais são os mais qualificados, conforme as características de cada hospital.

Por que optar pelo aluguel de equipamentos para UTI na Medicalway?

Você já entendeu que o aluguel de equipamentos para UTI é um processo benéfico. Ainda assim, para que essa escolha seja acertada, é preciso analisar cautelosamente a empresa escolhida.

Nesse sentido, a Medicalway se diferencia por disponibilizar diversos aparelhos necessários para Unidade de Terapia Intensiva. Além disso, ela tem como vantagens:

  • parcelas fixas; 
  • renovação do equipamento;
  • linha de crédito intacta;
  • não imobiliza os equipamentos;
  • passível de dedução no Imposto de Renda.

Conseguiu entender como funciona o aluguel de equipamentos para UTI? Além dessas informações, mostramos quais os aparelhos indispensáveis nesse setor, as vantagens do aluguel e como a Medicalway se destaca nesse serviço. Ao ter essas informações em mãos, você toma decisões mais precisas para alcançar segurança e eficiência no tratamento dos pacientes.

Após conhecer os benefícios da Medicalway no aluguel de equipamentos hospitalares, entre em contato conosco. Saiba mais sobre os valores e como funciona nosso serviço de locação!

LEIA MAIS
1 2 3 43
Gostou? Compartilhe este artigo!
Fale Conosco
(41) 3253-0500
(41) 3313-1665
(41) 3253-0500
sac@medicalway.com.br
ROD CURITIBA PONTA GROSSA
BR 277, 3931 - Orleans
Curitiba/PR - CEP: 82.305-100
Conecte-se com a Medicalway
Fique por dentro das nossas novidades!

    Filiais
    Rio Grande do Sul
    (51) 3209-0813
     
    Santa Catarina
    (47) 99187-8805
    © 2022 Medicalway Equipamentos Médicos LTDA. Todos os diretos reservados | CNPJ: 02.949.582/0001-82
    Desenvolvido por Fresh Lab - Agência  de Marketing Digital
    crossarrow-right-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram